Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência de navegação. Ao utilizar o nosso portal, concorda com a nossa utilização de cookies.

 

Esclarecimento de questões relacionadas com o Barómetro de Eficiência Energética na Administração Pública.

1.1 Qual o objetivo do Barómetro de Eficiência Energética na Administração Pública?

O Barómetro de Eficiência Energética na Administração Pública, previsto pelo Programa de Eficiência Energética para a Administração Pública – Eco.AP (Resolução do Conselho de Ministros nº 2/2011), visa divulgar publicamente o desempenho energético de todos os edifícios e serviços públicos.

1.2 O Barómetro Eco.AP tem como principais objetivos:

  • Incentivar a promoção da eficiência energética na AP;
  • Fornecer um panorama global sobre o grau de eficiência energética na AP;
  • Veicular o Estado como referência e disseminador de boas práticas de eficiência energética;
  • Consistir num referencial exaustivo de projetos de eficiência energética na administração pública.

1.3 Quais os organismos da AP que devem participar no Barómetro Eco.AP?

Devem participar no Barómetro Eco.AP todos serviços e organismos da administração direta e indireta do Estado, bem como: empresas públicas, universidades, entidades públicas empresariais, fundações públicas, associações públicas, associações privadas com capital social maioritariamente público.

Mediante o Gestor Local de Energia, cada entidade deverá preencher um questionário de recolha de informação de consumos de energia (entre outros elementos) sobre uma base anual, que permitirá obter o seu ranking de eficiência energética entre todas as entidades públicas que participam no Barómetro Eco.AP.

1.4 Para quando uma nova edição do Barómetro Eco.AP?

O Barómetro Eco.AP encontra-se presentemente em fase de reformulação, sendo que os Gestores Locais de Energia serão contactados quando o mesmo voltar a entrar em funcionamento.